Tratamentos
Informações sobre procedimentos para tratamento de doenças.

Trombose Venosa Profunda

O tratamento da trombose venosa profunda (TVP) dos membros inferiores ajuda a aliviar os sintomas agudos da doença e evitar sua recidiva, porém tem como principal finalidade, evitar a ocorrência da embolia pulmonar, ou pelo menos diminuir sua gravidade, impedindo a progressão da trombose. Além disso, a longo prazo, o seu tratamento também diminui a ocorrência ou a gravidade da insuficiência venosa crônica.

O tromboembolismo pulmonar (TEP) é consequência do desprendimento de um êmbolo das veias do membro inferior (mais comumente), e posterior impactação nas artérias pulmonares, causando o infarto pulmonar. Desta forma, o diagnóstico de TEP deve ser feito avaliando-se a função e a anatomia pulmonares (cintilografia e TC de toráx com contraste). Os sintomas da embolia pulmonar podem passar desapercebidos, com um leve mal estar e cansaço a médios esforços, ou podem causar importante insuficiência respiratória e óbito do paciente. Por isso a grande necessidade e importância em um diagnóstico correto e rápido.

O tratamento anticoagulante é a principal forma terapêutica, havendo inúmeras variantes ou esquemas de tratamento. Normalmente inicia-se com Heparina, seja endovenosa ou subcutânea, e depois se mantem com anticoagulante oral.

Quando há contraindicações para a anticoagulação do paciente, indica-se a colocação de um filtro de veia cava, que se trata de um dispositivo implantado por via percutânea, que fica na veia cava, “filtrando” o sangue e impedindo a progressão de trombos para o pulmão.

Indicações de filtro de veia cava:

  1. contra-indicação para o uso de anticoagulante   (cirurgia recente, trauma, acidente vascular cerebral recente com até 8 semanas, metástase cerebral, úlcera péptica ativa, plaquetopenia importante)
  2. controle difícil da anticoagulação ou complicações hemorrágicas
  3. falha da anticoagulação na prevenção de TEP
  4. pós embolectomia pulmonar por embolia maciça ou insuficiência cardíaca congestiva direita
  5. TVP extensa atingindo veia cava inferior
  6. êmbolos sépticos ou embolia paradoxal

DR. ANTONIO CARLOS MARTINS

CIRUGIÃO VASCULAR
E ENDOVASCULAR

CRM 87.249

Antonio Carlos Passos Martins - Doctoralia.com.br